Posts Tagged ‘pecuária’

Pecuária sustentável sob pressão

13/03/2010

24/02/2010
O ESTADO DE S. PAULO – SP
ECONOMIA E NEGÓCIOS
Tatiana Freitas

Projeto de regularização atraiu até agora apenas cerca de 10% dos produtores do Pará

AGÊNCIA ESTADO
O compromisso dos frigoríficos com a sustentabilidade encontra obstáculos no Pará. Em julho do ano passado, indústrias com maior presença no Estado assumiram compromisso de não comprar gado de fazendas em condições ilegais. Mas, para isso, necessitavam que os pecuaristas regularizassem a situação com o Cadastro Ambiental Rural (CAR). O problema é que o prazo que permitia o comércio temporário em condições não ideais acabou em 31 de janeiro e, até agora, apenas 10% dos produtores do Pará fizeram o registro. A situação está restringindo a oferta de animais no Estado, já com reflexos no ritmo dos abates e nos preços do boi gordo.

A polêmica teve início em junho passado, com a publicação do relatório “Farra do Boi na Amazônia”, do Greenpeace. O relatório acusava o setor de ser o principal responsável pelo desmatamento no bioma amazônico. Na mesma época, o Ministério Público Federal do Pará (MPF-PA) entrou com ação pública contra a criação e compra de gado da região. As indústrias e as redes de varejo, aos poucos, assumiram o compromisso de boicotar a compra de carne de áreas devastadas.

Em julho passado, Bertin e Minerva assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o MPF comprometendo-se a não comprar gado de fazendas que estivessem nas listas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e do Ministério do Trabalho. Na prática, as empresas se comprometeram a não comprar gado de fazendas que tenham ultrapassado o limite de 20% da área de desmatamento, que estejam em unidades de conservação e terras indígenas ou que tenham relação com trabalho escravo.

O CAR é o primeiro passo para regulamentar a propriedade. Mas a adesão é baixa. Cerca de 12 mil cadastros foram feitos desde meados de 2009, segundo a Secretaria de Meio Ambiente do Pará (Sema).
O número equivale a aproximadamente 10% das 110 mil fazendas do Pará. “Esse tipo de providência não se resolve de um dia para outro, vai demorar alguns anos para se concretizar. Esse prazo é resultado de um acordo entre o MP e os frigoríficos. Não participamos disso”, diz o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Carlos Xavier. Segundo ele, os produtores encontraram no alto custo do cadastro uma dificuldade para fazê-lo. Ele explicou que a Sema exigia que a tomada das coordenadas geográficas fosse feita por um técnico contratado, e o custo desse trabalho aproximava-se de R$ 50 mil. “Isso fez com que o CAR não tivesse adesão.”

CAR PROVISÓRIO
Diante das dificuldades, o processo foi simplificado. A Sema está permitindo que os pecuaristas façam um CAR provisório, que já é suficiente para o fim do embargo às propriedades. Ele é autodeclaratório e pode ser realizado pela internet, em um processo semelhante ao da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física. Depois disso, as informações serão checadas. O governo também permitiu que os produtores recolhessem as coordenadas geográficas por meio de um GPS comum. “Ficou mais barato”, admite Xavier.
A engenheira agrônoma da campanha Amazônia do Greenpeace Brasil, Tatiana de Carvalho, atribui a baixa adesão ao fato de muitas propriedades não apresentarem requisitos mínimos para a regularização. “Existe resistência porque há muitas propriedades em situação irregular. Muitos produtores não têm título de propriedade da terra, estão em áreas indígenas ou em unidades de conservação. Para muitos, interessa estar invisível ao Estado”, diz.
Um executivo de uma grande indústria do setor, que prefere não ser identificado, vê na burocracia brasileira o principal entrave ao CAR. Segundo ele, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), MP, IBAMA e governos estaduais não atuam de forma coordenada, o que acaba gerando insegurança no produtor rural. A fonte conta que alguns pecuaristas que fizeram o CAR foram multados em seguida pelo IBAMA porque não tinham especificado em registro a área de reserva legal, apesar de o TAC conceder um prazo para a regularização. “O pessoal não queria mais se registrar porque temia multas”, diz.
O procurador geral da República em Belém, Daniel Azeredo, minimizou o número limitado de cadastros. “Para quem conhece a realidade amazônica, já é algum resultado”, diz. De acordo com ele, antes da ação do MPF havia 600 propriedades cadastradas.

Anúncios

Pecuária paraense será monitorada por satélite

07/03/2010

01/03/2010

São Paulo – SP 
Amazonia.org.br 
http://www.amazonia.org.br
110 mil propriedades do Pará serão monitoradas por satélite até o final deste ano.  A iniciativa é do Programa Boi Guardião, e tem o objetivo de verificar se houve desmatamento na área analisada.  Em caso de danos ao ambiente, os produtores passam a sofrer limitações no comércio dos animais para os frigoríficos.  As informações são da Agência Amazônia.
As propriedades foram cadastradas pela Agropecuária do Pará (Adepará) e serão analisadas com imagens feitas de seis em seis meses para ver se as áreas ocupadas pela pecuária permanecem as mesmas.
O acompanhamento e a análise dos dados são feitos pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).
A propriedade que derrubar árvores ilegalmente será identificada e poderá perder o direito à Guia de Trânsito Animal (GTA), fundamental para o transporte dos animais.  No futuro, com a introdução desse modelo on-line em todo o País, as informações sobre origem e destino do gado poderão ser consultadas em tempo real.  Além disso, o sistema permitirá a atualização mais ágil do Cadastro Nacional de Explorações Pecuárias, que registra as propriedades brasileiras.
Os municípios Água Azul do Norte, Eldorado dos Carajás, Marabá, Ourilândia do Norte, São Félix do Xingu e Tucumã, no sudeste do Pará, integram o projeto piloto.  Ao longo de 2010, o sistema incluirá mais 38 municípios do centro-sul do Pará, também classificados pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livres de febre aftosa.  Na terceira etapa, que começa no final deste ano, o monitoramento alcançará 67 municípios do nordeste do Estado, o Baixo Amazonas e a região da Ilha do Marajó, com 32 cidades, além da totalidade de Rondônia e Mato Grosso.  A medida estará plenamente implantada até o final do primeiro semestre de 2011.

Experiências para uma pecuária sustentável na Amazônia

01/03/2010

25/02/2010

São Paulo – SP 
Amazonia.org.br
http://www.amazonia.org.br
A pecuária vem sendo apontada como uma das atividades econômicas que mais impactam o bioma Amazônia.  Sua expansão desordenada e muitas vezes ilegal, aliada à falta de investimento tecnológico, é a principal causa do desmatamento da floresta nos dias atuais.
Diante desse contexto, surgiu a necessidade de orientar a pecuária na Amazônia no sentido de se adotar sistemas de produção sustentáveis, agregando tecnologias que permitam o uso sustentável dos recursos naturais e, ao mesmo tempo, viabilizem a produção de alimentos e a geração de renda e empregos tão fundamentais para reduzir a vulnerabilidade econômica dos produtores da região.
Por isso, os centros de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) realizaram, de 2005 a 2008, o projeto “Desenvolvimento de Sistemas Pecuários Sustentáveis em Áreas Alteradas na Amazônia”.  Nele, uma série de tecnologias foi testada em diferentes Estados da região, apontando alternativas aos tradicionais sistemas pecuários.
Como resultado dessas experiências, 21 artigos foram publicados na 8ª edição da revista

Amazônia: Ciência & Desenvolvimento.  Leia-os na íntegra:

Tendências e Perspectivas da Pecuária Bovina na Amazônia Brasileira 
Judson Ferreira Valentim; Carlos Mauricio Soares de Andrade
http://www.amazonia.org.br/arquivos/345979.pdf

Aspectos Econômico, Ambiental e Social da Utilização do Amendoim Forrageiro em Pastagens Consorciadas para recira-engorda de Bovinos de Corte no Acre
Claudenor Pinho de Sá; Carlos Mauricio Soares de Andrade; Judson Ferreira Valentim; Marcio Muniz Albano Bayma

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345980.pdf

 
Avaliação do Corte e Trituração da Capoeira na Utilização de Pastagens em Igarapé-Açu, Estado do Pará
Paulo Celso Santiago Bittencourt; Jonas Bastos da Veiga; Ari Pinheiro Camarão; José Adérito Rodrigues Filho; Guilherme Pantoja Calandrini de Azevedo
http://www.amazonia.org.br/arquivos/345981.pdf

Avaliação do Desempenho de Bovinos de Corte Criados em Sistema Silvipastoris no Estado do Pará
Alexandre Rossetto Garcia; William Fernando Medina Alvarez; Norton Amador da Costa; Benjamim de Souza Nahúm; Talmir Quinzeiro Neto; Sâmia Rubielle Silva de Castro

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345982.pdf

Avaliação do Valor Nutritivo da Torta de Coco (Cocos Nucifera L.) para Suplementação Alimentar de Ruminantes na Amazônia Oriental
Lucival de Souza Junior; José de Brito Lourenço Júnior; Núbia de Fátima Alves dos Santos; Geane Ferreira Dias Gonçalves; Benjamim de Souza Nahum; Edwana Mara Moreira Monteiro; Cláudio Vieira Araújo; Cristian Faturi

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345983.pdf

Avaliação Nutricional da Torta de Dendê para Suplementação de Ruminantes na Amazônia Oriental
Dayana Alves da Costa; José de Brito Lourenço Júnior; Geane Dias Gonçalves Ferreira; Núbia de Fátima Alves dos Santos; Alexandre Rossetto Garcia; Edwana Mara Moreira Monteiro

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345984.pdf

Consumo e Digestibilidade de Silagem de Sorgo como Alternativa para Alimentação Suplementar de Ruminantes na Amazônia Oriental
Jaime Édson Simon; José de Brito Lourenço Júnior; Geane Dias Gonçalves Ferreira; Núbia de Fátima Alves dos Santos; Benjamim de Souza Nahum; Edwana Mara Moreira Monteiro

 http://www.amazonia.org.br/arquivos/345985.pdf
Crescimento de Espécies Arbóreas Nativas em Sistema Silvipastoril no Acre
Tadário Kamel de Oliveira; Samuel Almeida da Luz; Francisco Chagas Bezerra dos Santos; Tânia Carvalho de Oliveira; Lauro Saraiva Lessa

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345986.pdf

Efeito de Sistemas Silvipastoris no Conforto Térmico e nos Índices Zootécnicos de Bezerros Bubalinos Criados na Amazônia Oriental
Raimundo José Moraes Júnior; Alexandre Rossetto Garcia; Núbia de Fátima Alves dos Santos; Benjamim de Souza Nahúm; Cláudio Vieira de Araújo

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345987.pdf

Efeitos dos Níveis de Substituição de Quicuio-da-Amazônia (Brachiaria Humidicola) por Cratylia Argêntea sobre o Consumo e Digestibilidade Aparente em Ovinos
Núbia de Fátima Alves dos Santos; José de Brito Lourenço Júnior; Cláudio Vieira de Araújo; Edwana Mara Moreira Monteiro; Alexandre Rossetto Garcia; Benjamin de Souza Nahum

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345988.pdf

Levantamento de Insetos-praga Associados aos Capins Tanner-Grass, Tangola e Estrela-Africana no Acre
Murilo Fazolin; Charles Rodrigues da Costa; Joelma Lima Vidal Estrela; Carlos Eduardo Hessel; Carlos Mauricio Soares de Andrade

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345989.pdf

Potencial de Utilização da Cana-de-Açúcar para Alimentação Animal nos Cerrados de Roraima
Amaury Burlamaqui Bendahan; Newton de Lucena Costa; Ramayana Menezes Braga; Paulo Sérgio Ribeiro de Mattos; Roberto Dantas de Medeiros; Gilvan Barbosa Ferreira

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345990.pdf

Primeiro Registro da Queima Foliar de Cynodon Nlemfuensis Causada por Rhizoctonia Solani em Rio Branco, Acre
Rivadalve Coelho Gonçalves; Bernardo de Almeida Halfeld Vieira; Kátia de Lima Nechet

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345991.pdf

Produção de Sementes de Amendoim Forrageiro (Arachis Pintoi) no Acre
Judson Ferreira Valentim; Giselle Mariano Lessa de Assis; Claudenor Pinho de Sá

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345992.pdf

Programa de Melhoramento Genético do Amendoim Forrageiro: Avaliação Agronômica de Acessos no Acre
Giselle Mariano Lessa de Assis; Judson Ferreira Valentim

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345993.pdf

Pueraria Phaseoloides (Roxb.)  Benth: Alternativa na Suplementação de Riminantes em Períodos de Escassez de Forragem na Amazônia
Edwana Mara Moreira Monteiro; José de Brito Lourenço Júnior; Núbia de Fátima Alves dos Santos; Cláudio Vieira Araújo; Cristian Faturi; Alexandre Rossetto Garcia

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345994.pdf

Recuperação de Pastagens nos Sistemas de Produção Leiteira no Estado do Pará
José Adérito Rodrigues Filho; Guilherme Pantoja Calandrini de Azevedo; Jonas Bastos da Veiga; Ari Pinheiro Camarão

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345995.pdf

Sistema de Pastejo Rotacionado Intensivo como Alternativa para a Recuperação de Áreas Degradadas no Estado do Amazonas
Rogério Perin; Gilvan Coimbra Martins; Sérgio Rocha Muniz; Geraldo Max Linhares

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345996.pdf

Substratos e Fertilizantes de Liberação Controlada para a Produção de Mudas de Samanea Tubulosa (Bentham) Barneby & Grimes
Rivadalve Coelho Gonçalves

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345997.pdf

Valor Nutritivo da Leguminosa Flemingia Macrophylla (Willd.)  Merril para Suplementação Alimentar de Ruminantes na Amazônia Oriental
Márcia Alessandra Brito de Aviz; José de Brito Lourenço Júnior; Ari Pinheiro Camarão; Alexandre Rossetto Garcia; Cláudio Vieira Araújo; Edwana Mara Moreira Monteiro; Núbia de Fátima Alves dos Santos

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345998.pdf

Valor Nutritivo e Fatores Antinutricionais nos Capins Estrela-Africana, Tangola e Tanner-Grass nas Condições Ambientais do Acre
Carlos Mauricio Soares de Andrade; Carlos Eduardo Hessel; Judson Ferreira Valentim

http://www.amazonia.org.br/arquivos/345999.pdf