Deputada do PV alemão visita Angra 3

by

VISITA INTERNACIONAL

Última atualização em 24/08/2010, às 20h48 

Angra dos Reis

A deputada alemã do Partido Verde Ute Koczy, de 49 anos, esteve hoje em visita oficial às usinas Angra 1, 2 e à construção de Angra 3. Segundo Ute, questões cruciais sobre a segurança do projeto da nova usina ainda não foram respondidas, além de permanecer em aberto a definição sobre o local de armazenamento dos resíduos tóxicos. A Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) e os órgãos ambientais governo brasileiro, contudo, não compartilham da visão da deputada, tanto que já deram as autorizações necessárias à construção da usina. Ute alega ainda que representantes internacionais tem encontrado dificuldade para analisar documentos da planta de construção e funcionamento das usinas de Angra dos Reis. – Vim ao Brasil para conhecer tudo relacionado à energia nuclear. Minha intenção era de visitar as usinas e saber certamente como elas funcionam, já que tinhamos muita dificuldade de receber os documentos explicando o funcionamento das usinas. Nao pode haver nenhum segredo nessas informaçoes e precisamos ter acesso livre a isso. Como há a cooperaçao do nosso país na construçao de Angra 3, queria ver de perto como a construçao está andando – disse a deputada. { Logo pela manhã, a parlamentar assistiu a uma palestra sobre o programa nuclear brasileiro e o funcionamento das usinas da Costa Verde, no Centro de Informações de Itaorna. Durante a palestra, a Eletronuclear argumentou para a deputada que a dificuldade de conseguir documentos das usinas se deve ao procedimento de segurança adotado na entrega. A empresa explicou que para a entrega dos documentos é necessário um cadastro oficial por questão de segurança das plantas de construção de ambas as usinas. Apos assistir a palestra, Ute também ressaltou estar preocupada com os altíssimos custos que envolvem o programa nuclear do Brasil, em especial a construção de Angra 3. – Energia atômica envolve riscos muito altos, nenhum país encontrou até hoje uma solução definitiva para seu lixo, que continua a emitir radioatividade por milhares de anos. Entao precisamos sempre estar analisando o programa de energia utilizado em cada usina para observar suas condiçoes – afirmou Ute. Hoje, a deputada visitará a cidade de Caetité, na Bahia, local onde há uma mina de urânio. – O urânio não é um mineral como os outros. Tem radiação perigosa. A mineração de urânio apresenta mais riscos do que soluciona. Melhor deixá-lo no solo – explicou Ute. A INB, empresa estatal que explora o urânio, já apresentou documentos mostrando que não existe nenhuma contaminação radiativa no local. A deputada volta para a Alemanha somente no próximo domingo, dia 29.

Fonte: Diário do Vale

http://www.diariodovale.com.br/noticias/1,27011.html

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: