Vereadora Regina Cioffi questiona operação de unidade piloto

by

A vereadora Regina Cioffi (PPS) recebeu a notícia de que deverá entrar em funcionamento ainda neste mês, na unidade das Indústrias Nucleares do Brasil (INB), localizada em Caldas, uma unidade piloto que vai testar o processo de separação de urânio do ácido fosfórico, esse último existente no estado do Ceará. Diante da informação, a parlamentar está preocupada com os possíveis impactos ambientais e riscos à saúde da população, uma vez que não se sabe por onde passará esse minério que virá do Nordeste.

Regina afirmou que irá buscar mais informações sobre o assunto, já que em outras ocasiões se pretendia implantar uma UTM (Usina de Tratamento da Monazita) na região, notícia que foi questionada pelo Ministério Público de Caldas. A idéia era trazer a monazita do litoral do Rio de Janeiro para ser tratada aqui, mas essa iniciativa não teve prosseguimento.

A nova instalação da planta-piloto vai funcionar com minério da reserva cearense durante cerca de cinco meses. Para a vereadora, é preciso saber como será esse trabalho. “A INB pretende implantar uma usina-piloto de separação de um minério existente no Ceará. Queremos saber por onde passará esse minério que virá daquele estado nordestino, quais as quantidades a serem tratadas, qual o impacto que isso ocasionará ao meio ambiente e o que isso poderá ocasionar de riscos para a população com danos à saúde. Mesmo estando localizada no município de Caldas, um possível dano às águas, com vertentes direcionadas a Poços de Caldas, é também uma preocupação não só nossa mas de todos aqueles que vivem na região do Planalto de Poços de Caldas”, ressaltou.

A parlamentar disse ainda que não entende como uma área que está sendo descomissionada, com a contratação de empresa através de uma licitação internacional, esteja iniciando novas atividades. “Pelo que foi divulgado na imprensa local, a INB irá implantar também um laboratório de processos que, conforme declaração do atual responsável pela INB, Eng. Luiz Augusto Bresser, já teve o projeto básico aprovado”, contou.

Audiências Públicas

Nas próximas semanas, a Câmara Municipal promoverá duas audiências públicas: uma sobre “Amianto e Lixo Radioativo” e outra sobre “Possíveis agravos ambientais com repercussão nas águas do município de Poços de Caldas”. Para Regina, assuntos como esse da INB poderão ser melhor debatidos durante os encontros. “As Audiências Públicas serão muito oportunas para levantarmos todas essas questões e a empresa será questionada se já existe a autorização da CNEN e licença ambiental para a implantação dessa nova atividade no Planalto de Poços de Caldas. A gerência da INB afirma que a instalação dessa ‘planta’ é parte da decisão da empresa de transformar a unidade em um centro de excelência mas, ao que parece, não consegue dar solução ao material estocado de Torta II e Mesotório”, alegou.

Mais informações sobre essas Audiências Públicas serão divulgadas em breve pela Câmara. A agenda completa dos eventos da Câmara está disponível no site http://www.camarapocos.mg.gov.br.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: