POEMA

by
Um Poema interessante que achei na internet, que compara os da paz e os da guerra.
65 anos da Bomba Nuclear
 

Poema antropofágico de amor 

Eles não se cansam.
Eles não descansam.
Eles – os da guerra – estão sempre em pé. 

Nós bebemos.
Rimos.
Fumamos sonhos, deitamos no chão e contamos as estrelas. 

Eles usam drogas pesadas, calculadas para evitar dispersão.
Eles não cansam e não descansam.
Eles estão sempre no mar, no ar, com o fuzil e o radar. 

Nós fazemos artesanato com folhinhas, pedrinhas, resto de pano velho.
Protegemos a alma das alfaces.
Dizemos que procuramos nosso eu,
Bebemos chás, falamos esperanto, deitamos no chão e contamos as estrelas. 

Eles têm as estrelas contadas, sabem quantas e onde estão.
Eles tomam anabolizantes.
Eles não se cansam. Não descansam. Estão no céu, além do céu, em todo o lugar. 

Nós queremos nos esconder no mato,
e ser caule e raiz
e ser criança e ser feliz.
Eles estão com o mato mapeado no Google earth,
mataram Michael Peter Pan,
violaram a biodiversidade,
amordaçaram as latino-americanidades 

e tudo o que se quis. 

Nós dizemos – Não à energia Nuclear – eles se deitam com ela, fazem filho nela,
Guardam o lixo atômico em lagoas próximas do mar.
Eles não cansam e não descansam.
Eles ganham os companheiros da gente.
Eles estão fazendo exercícios em torno da Coréia,
enquanto pensamos emocionados na estréia
Do Avatar. 

Nós – os do amor – seremos os responsáveis pelo próximo holocausto nuclear. 

Ana Carolina Martins da Silva
06/08/2010
Aniversário de 65 anos da Bomba H

 

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: