Trabalho escravo fazenda tarumã (fornecedora JBS)

by

Escravidão: mais 28 trabalhadores são libertados

Belém – PA,  03/02/2010

Diário do Pará
http://www.diariodopara.com.br/

AE
O Ministério Público do Trabalho do Pará e auditores fiscais do Ministério do Trabalho libertaram ontem 28 trabalhadores submetidos a condições degradantes na fazenda Tarumã, no município de Santa Maria das Barreiras, no sul do Pará.  Eles foram indenizados pelo tempo de serviço na fazenda e o que lhes foi cobrado indevidamente, conta que superou os R$ 200 mil.
A fazenda tem 26 mil cabeças de gado espalhadas em um pasto de 20 mil hectares.  É uma das principais fornecedoras de carne para o Grupo JBS nas cidades de Redenção e Santana do Araguaia, ambas no sul do Pará, conforme admitiu um empregado do grupo em Redenção.  Em maio passado, o JBS – que engloba frigoríficos como o Friboi, Swift e Anglo -, aderiu ao Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo.  Com isto, se compromete a não comprar carne de fazendas que utilizem formas de trabalho forçadas.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: